Projetos de estudantes baianos são selecionados pela Fiocruz

Cinco projetos criados por alunos da rede estadual de ensino estão entre os 35 trabalhos selecionados na etapa regional da 9ª Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente (Obsma), promovida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz.) A relação dos escolhidos foi divulgada nesta terça-feira,16.

Em meio aos baianos, está um feito por estudantes do ensino médio, juntamente com a professora Karine Brandão do Centro Juvenil de Ciência e Cultura (CJCC) de Vitória da Conquista. Por meio do uso de QRCode (código de barras bidimensional que pode ser escaneado), a iniciativa “Árvore Digital do Centro Juvenil de Ciência e Cultura” permite que a comunidade acesse do celular informações e curiosidades sobre as árvores localizadas no terreno da escola. O trabalho foi selecionado na categoria Produção de Textos.

Já em Canudos o projeto “Carne Nutritiva e Sustentável a partir do coração (flor) da bananeira: um alimento a ser inserido na merenda escolar”, concorre na categoria Projeto de Ciências. A ação desenvolvida por estudantes do ensino médio do Colégio Estadual Luís Cabral, sob a coordenação da professora Wilciane Soares Silva Ferreira, discute o uso da parte da bananeira  conhecida como “coração” na merenda escolar.

Os estudantes do Ensino Fundamental do Centro Integrado Oscar Marinho Falcão (Ciomf), em Itabuna, criaram o trabalho “Homem x Água. Atitudes negativas e corretivas: CIOMF cuidando das águas”. A proposta levou os estudantes para as feiras livres da cidade a fim de levar informações sobre desperdício e contaminação das águas a quem passava. A orientação foi da professora Gracileide Silva Guimarães Sousa.

Em Salvador, foram dois selecionados para a categoria de produção audiovisual: o projeto ‘Água é tudo”, desenvolvido pelos estudantes do ensino fundamental da Escola Estadual Tereza Helena Mata Pires, sob a orientação da professora Mércia Silva Abreu, e o “Seja Vencedor nessa batalha!”, de autoria dos alunos do ensino médio do Colégio Estadual Dorival Passos, junto com a professora Luzânia Fonseca Imperial.

Em todo o Brasil, foram inscritos 1.228 trabalhos nas categorias Produção Audiovisual, Produção de Texto e Projeto de Ciências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *