Adsumus: Empresário de Santo Amaro ligado ao ex-prefeito Ricardo Machado é preso

O empresário Jonas Lopes foi preso pela Polícia Federal (PF), nesta quinta-feira (9), após ordem do juiz Gustavo Teles Veras Nunes, de Santo Amaro, no Recôncavo Baiano, proferida na terça-feira (7). Na mesma ordem, o juiz decretou novas prisões preventivas ao ex-prefeito de Santo Amaro, Ricardo Machado e do empresário Manoel de Andrade.

A prisão faz parte de um desdobramento Operação Adsumus, deflagrada pela PF e pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA). A ação teve como objetivo reprimir delitos contra a administração pública, lavagem de dinheiro, licitações e contratos fraudulentos praticados entre os anos de 2012 e 2016, tanto na prefeitura de Santo Amaro, quanto na de Muritiba, também no recôncavo.

O magistrado determinou o bloqueio de bens no valor de R$ 11,8 milhões dos três e do ex-secretário de Administração e Finanças Luís Eduardo Pacheco. Além disso, o juiz determinou o confisco de todos os animais de propriedade dos quatro envolvidos.

De acordo com o MP, os três esconder a origem dos ganhos lavando dinheiro com a compra de fazendas e de animais de raça. Ainda de acordo com a acusação, Ricardo Machado e Manoel de Andrade teriam feito transações com animais que somaram R$ 105 mil.

A decisão tomou como base a delação do ex-vice prefeito de Santo Amaro Leonardo Araújo Pacheco Pereira. As empresas Jonas Lopes ME, Rde Axezeiro /Central de Bandas, dos empresários Jonas Lopes e Manoel de Andrade, respectivamente, foram beneficiadas pela gestão liderada por Ricardo por meio de licitação, entre os anos 2010 e 2016, por meio de contratações em licitação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *