Rui resolve impasse e define Coronel como candidato ao Senado

O governador Rui Costa (PT) e seu auxiliares da articulação política fecharam as contas. A última vaga para concorrer ao Senado na chapa majoritária é de Angelo Coronel (PSD), presidente da Assembleia Legislativa da Bahia.

O impasse se arrastava há dias por conta da resistência da senadora Lídice da Mata (PSB) em abrir mão da reeleição na chapa majoritária. Após um fim de semana de reuniões com aliados, o governador Rui Costa decidiu que a vaga para a Casa Alta do Congresso Nacional ficará com o PSD, partido comandado na Bahia pelo senador Otto Alencar.

A chapa tem o governador na busca pela reeleição, assim como também tentará a reeleição o vice-governador João Leão (PP). Jaques Wagner (PT), ex-governador da Bahia, fecha a composição da chapa na disputa pelo Senado.

O campo indefinido ainda é o das suplências. Partidos como PCdoB, PDT, PSB e PR brigam pelas duas vagas. No entanto, o posto com maior disputa é a suplência de Wagner, nome visto com maior possibilidade de assumir uma secretaria estadual, o que abriria espaço para o suplente em Brasília.

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), vai reunir os aliados, nesta segunda-feira (18), no Palácio de Ondina, em Salvador, sua residência oficial, para comunicar a decisão da chapa majoritária. A senadora Lídice da Mata (PSB) fará uma plenária nesta terça (19) para anunciar se vai sair a deputada federal ou suplente de Jaques Wagner (PT), que concorrerá a senador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *