Em Salvador, Manuela D’Ávila chama Temer de ‘fantasma’ e diz que está em curso um projeto de ‘destruição do Brasil’

Pré-candidata à Presidência da República, Manuela D’Ávila (PCdoB) preferiu não falar sobre seus atuais adversários na disputa, sobretudo os nomes que compõem o campo da direita. Segundo ela, todos eles representam o mesmo projeto político do presidente Michel Temer (MDB).

“Não gosto de avaliar as outras candidaturas. O que sei é que represento um campo político que precisa reunir condições para vencer as eleições. O outro lado está em maus lençóis. Há uma grande unidade no Brasil em torno do ‘fora, Temer’. Mas a gente precisa saber o que é o ‘fora, Temer’”, disse.

“Temer não representa a si mesmo. Temer pode ser um fantasma, mas é um fantasma que representa um projeto, e esse fantasma está procurando reencarnar. E tem vários corpos à disposição para ele reencarnar a partir de um projeto, que é um projeto de destruição do Brasil, de retirada de um conjunto de direitos do nosso povo”, avaliou a comunista, em entrevista coletiva antes de proferir palestra na Faculdade de Direito da Universidade Federal da Bahia (UFBA), na manhã desta segunda-feira (11).

“O que a gente precisa compreender é que existe um outro lado, com seus 13, 14 pré-candidatos, com muita dificuldade de pontuar nas pesquisas. Mas esse fantasma de Temer, do neoliberalismo, ultraconservador, vai tentar reencarnar em algum corpo para tentar tornar essa candidatura competitiva. Por isso que não especulo sobre eles, porque eles se reúnem em torno de um projeto. A eleição é uma disputa de projetos”, acrescentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *