Preso, Ricardo Machado apresenta sintomas de depressão e deve ser levado à cela comum

O estado emocional do ex-prefeito de Santo Amaro, Ricardo Machado (PT), tem preocupado familiares do petista. Machado está preso desde a última terça-feira (15) no Centro de Operações Penais, em Salvador. De acordo com a coluna Satélite, do Correio, Machado apresenta sinais de depressão, chora muito e diz “não ter estrutura para ficar ali por mais tempo”.

Na última quinta-feira (17), a Justiça decretou a prisão preventiva do ex-prefeito. O estado emocional de Machado teria se agravado com a possibilidade de transferência para o presídio de Feira de Santana, onde o petista ficará em cela comum, já que não possui nível curso superior.

Machado é acusado de integrar um esquema de desvio de verbas e fraude em licitações e ficou um tempo foragido. De acordo com as investigações, os crimes foram cometidos por uma organização que envolve empresários e agentes públicos da Prefeitura de Santo Amaro. Apurações da Promotoria de Justiça da comarca descortinaram o nascedouro da associação criminosa no seio da Secretaria de Obras. Foi constatado, inclusive, que as ações eram implementadas com o aval do vice-prefeito do Município. Juntos, empresários e agentes públicos movimentaram milhões, desde 2011, em contratos de obras públicas que se arrastam no tempo, com justificativas de prorrogações “forjadas”.

A fraude consistia no favorecimento de um grupo específico de empresas para a compra de materiais e locação de máquinas, a serem utilizadas na realização de obras prorrogadas indefinidamente sem justificativas plausíveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *