Bahia registra 15 mortes por H1N1; Salvador lidera ranking

Até o dia 5 de maio, a Bahia registrou 15 mortes por H1N1, sendo 10 apenas em Salvador. O novo balanço foi divulgado nesta quarta-feira, 9, pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab).

Neste mesmo período, o órgão registrou 687 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), com 54 óbitos. Do total, 116 casos foram confirmados para Influenza, sendo 100 pelo subtipo A H1N1.

Comparada ao mesmo período no ano passado, a quantidade de casos chama a atenção. Em 2017, foram notificados 200 casos de SRAG, com 18 óbitos. Dentre eles, 19 foram confirmados para Influenza sem registro de óbitos, sendo dois casos por H1N1.

Salvador lidera

Ainda de acordo com a Sesab, os casos de H1N1 ocorreram em 22 municípios baianos, com óbitos em seis deles. Salvador lidera o ranking. Dos 15 confirmados, só na capital ocorreram 10.

As outras mortes foram registradas em Camaçari, Lauro de Freitas, Retirolândia, Saúde, e Serrinha, todos com um óbito.

O grupo mais atingido está entre os menores de cinco anos e maiores de 60 anos, no qual 66,6% pertenciam a esta faixa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *