Vitória tenta seu primeiro triunfo na Série A contra o América-MG

Na estreia, o empate em 2×2 contra o Flamengo, que jogou a maior parte da partida com um jogador a menos no Barradão, deixou a torcida com o gosto do triunfo na boca. Mas ele não veio. Contra o Galo, no Independência, vacilos recorrentes e um despertar tardio deram o triunfo aos donos da casa por 2×1. Portanto, dos seis pontos em disputa, apenas um conquistado. Apesar de estar apenas no início da competição, que terá 38 rodadas, uma vitória diante do América-MG, além de garantir três pontos na tabela, darão mais tranquilidade para os próximos compromissos do Leão em outras competições, como Copa do Brasil e Copa do Nordeste.

Para buscar o triunfo diante do Coelho, nesta segunda-feira (30), às 20h, no Estádio Independência, em Belo Horizonte, o Vitória conta com o artilheiro Neilton, que volta ao estádio em que desperdiçou grande chance, no caso, contra o Atlético-MG. Terá, assim, uma oportunidade de se redimir e aumentar sua conta. O camisa 10 do Leão já marcou 14 gols neste ano, em 23 partidas disputadas.

O técnico Vagner Mancini ainda terá dois reforços no ataque: Wallyson e Lucas Fernandes, recém-contratados. O primeiro estava no ABC, clube pelo qual jogou 16 partidas e marcou nove gols em 2018.

Apesar de preferir jogar pelos lados do campo, Wallyson se mostrou à disposição de Mancini para contribuir com o ataque do Leão, que até agora registrou 54 gols na temporada. “Prefiro jogar pelas pontas, pelas beiradas. Mas, se precisar que eu jogue enfiado dentro da área, vou procurar fazer o meu melhor”, explicou.

Lucas Fernandes já passou até  pelas categorias de base do Vitória, mas não se profissionalizou pelo clube. No início deste ano, defendeu o Paraná, onde disputou apenas seis partidas, a última delas em março. A última vez que balançou as redes foi em julho de 2016, quando ainda atuava pelo Avaí. O atleta está na Toca emprestado pelo Fluminense até dezembro.

Desfalques
Mancini encerrou no domingo (29) pela manhã, ainda em Salvador, a preparação para o confronto desta segunda. A atividade teve um treinamento tático e de bola parada na primeira parte, seguido do tradicional rachão. As baixas são o lateral-esquerdo Juninho e o meia Nickson, vetados. O lateral sentiu um desconforto muscular, enquanto o meia reclama de dores no joelho.

Naturalmente, Juninho deve ser substituído por Pedro Botelho, que chegou a ser titular da equipe no período em que ele estava atuando improvisado de meia, durante a contusão de Rhayner. Apesar de já ter o lateral-direito Jeferson à disposição, o comandante rubro-negro deve manter José Welison na posição.

Assim, o provável time que entra em campo hoje tem Caíque, José Welison, Kanu, Ramon e Pedro Botelho; Willian Farias, Uillian Correia, Yago e Rhayner; Neilton e Denílson.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *