Bahia já está na Bolívia para estreia na Copa Sul-Americana, nesta quarta

A comemoração pelo 47º título baiano não pôde se alongar tanto. Um dia após levantar a taça do campeonato estadual no Barradão, a delegação tricolor viajou com destino a Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, onde enfrenta o Blooming, pela Copa Sul-Americana, quarta-feira (11), às 21h45. O desembarque em solo boliviano aconteceu apenas no início da tarde desta terça (10), após o elenco dormir uma noite em São Paulo, de onde partiu pela manhã.

Um detalhe importante: apesar da fama do país por causa dos 3.600m de altitude da capital La Paz, o Bahia não vai sofrer com os efeitos da altitude. Santa Cruz de la Sierra está apenas 400m acima do mar – menos do que Vitória da Conquista, no sudoeste baiano, por exemplo. A cidade é também a mais populosa da Bolívia, com 1,5 milhão de habitantes.

O Bahia volta a disputar a Sul-Americana três anos depois. Em sua última participação, acabou eliminado pelo Sport na primeira fase. Derrotou o rubro-negro pernambucano por 1×0 na Fonte Nova, mas foi goleado por 4×1 na partida de volta, na Ilha do Retiro. Ao todo, foram quatro participações (entre 2012 e 2015) e as melhores campanhas aconteceram nos anos de 2013 e 2014, eliminado na segunda fase.

Nas ocasiões, a fórmula de disputa na competição previa uma fase inicial com equipes do mesmo país e só a partir da segunda fase, haviam confrontos internacionais. Em 2013, o tricolor eliminou a Portuguesa e deu adeus ao torneio diante do Atlético Nacional da Colômbia, em disputa de pênaltis na Fonte Nova. Em 2014, após passar pelo Internacional, a equipe então treinada por Gilson Kleina caiu para o modesto Cesar Vallejo, do Peru, também nas penalidades, mas fora de casa.

A “reestreia” no torneio contra o Blooming vai se tratar também de um confronto histórico, pois será a primeira vez que o Bahia enfrenta uma equipe boliviana em jogos oficiais. Nesta terça-feira (10), o elenco e a comissão técnica farão o reconhecimento do gramado no palco do jogo, o estádio Ramón Tahuichi Aguilera.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *