Há dez meses no STF, denúncia contra Aécio ainda não tem data para ser julgada

Há dez meses, o senador Aécio Neves (PSDB) era denunciado no Supremo Tribunal Federal (STF) por ter recebido R$ 2 milhões da JBS. A denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) ainda não tem data para ser julgada na 1ª Turma da Corte.

De acordo com a coluna Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo, todas as manifestações já foram apresentadas, mas falta o relator, ministro Marco Aurélio Mello, liberar o caso para julgamento.

A turma onde a denúncia se encontra é conhecida como “câmara de gás” dada a sua rigidez. Além de Marco Aurélio, conta com Alexandre de Moraes, Rosa Weber, Luís Roberto Barroso e Luiz Fux.

O senador tucano não nega o recebimento do recurso, mas justifica que o dinheiro é referente a compra de um imóvel e que não envolveu verba pública e tampouco contrapartida. Por isso, afirma o congressista mineiro, não há qualquer ilegalidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *