Raquel Dodge envia documento ao STF reiterando denúncia contra Aécio Neves

A procuradora geral da República, Raquel Dodge, encaminhou documento ao Supremo Tribunal Federal (STF) reiterando a denúncia contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) pelos crimes de corrupção passiva e obstrução de Justiça. Dodge relata que Aécio “empregou todos os seus esforços” para atrapalhar as investigações da Operação Lava Lato.

A denúncia tem como base as investigações da Operação Patmos e tem como um de seus elementos uma conversa gravada pelo empresário Joesley Batista com Aécio. No diálogo, o senador pede R$ 2 milhões para pagar um advogado com o objetivo de fazer sua defesa na Operação Lava Jato.

“O caráter de vantagem indevida dos valores solicitados por Aécio Neves e por Andréa Neves a Joesley Batista fica claro quando o senador afirma que a pessoa que iria receber as parcelas deveria ser alguém ‘que a gente mata ele antes de fazer delação”, escreveu Dodge no documento encaminhado ao STF.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *