Salvador é a capital brasileira onde mais cresce número de idosos

O número de pessoas idosas aumentou 20,0% na cidade de Salvador em apenas um ano. Segundo dados da edição sobre Características Gerais da População, da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), do  Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número passou de 366 mil para 439 mil, o que representou mais 73 mil idosos na população da capital baiana.

Entre as capitais brasileiras, o aumento em números absolutos foi maior em Salvador e um crescimento bem acima da média nacional, que é de 3,7% e baiana, que é 6,8%. Foi também um crescimento bastante superior ao da população da capital como um todo, que praticamente não se alterou entre 2015 e 2016 (+0,59% ou mais 17,14 mil pessoas).

Em 2016, quase 15% da população soteropolitana tinham 60 anos ou mais de idade, nona maior participação de idosos na população em geral entre as 27 capitais. O Rio de Janeiro, com 20,4% de idosos, lidera nesse ranking.

Mulheres

Ainda de acordo com a pesquisa, as mulheres são mais numerosas entre os idosos do que na população geral da cidade. Das 439 mil pessoas de 60 anos ou mais de idade, em Salvador, 60% são mulheres (266 mil), enquanto que, quando se considera toda a população, elas são 53%.

Apesar desses dados, o crescimento na população de idosos em Salvador, entre 2015 e 2016, foi puxado pelos homens. O número de homens de 60 anos ou mais de idade na capital baiana cresceu 18,0% entre 2015 e 2016.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *