Rui diz que governo federal vai fechar fábrica no Polo: ‘péssima notícia para os baianos’

Uma demissão em massa deve ocorrer a partir do fechamento de uma fábrica no Polo Petroquímico de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). A informação é do governador Rui Costa divulgada na noite desta segunda-feira (19) durante um programa no Facebook do presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Ângelo Coronel. Segundo Rui, o fechamento da Nitrofértil – uma das primeiras a se instalar quando da criação do Polo e especializada fertilizantes nitrogenado – foi informado pelo presidente da Petrobras, Pedro Parente. Ainda não há uma estimativa de quantos postos podem ser atingidos. “Hoje à noite, o presidente da Petrobras me ligou para dar uma péssima notícia aos baianos e sergipanos, que ele vai fechar a Nitrofértil aqui na Bahia porque entende que aquela fábrica não dá mais lucro à Petrobras. São centenas ou milhares de empregos que vão ser perdidos aqui e em Sergipe fruto de uma decisão deste governo”, declarou o governador durante o programa do deputado Coronel.

Fechamento de indústria na Bahia é esforço para investir com retorno, diz Petrobras

O fechamento da fábrica de fertilizantes nitrogenados na Bahia (Fafen-BA) é parte do processo de saída integral da Petrobras na produção de fertilizantes. A indústria deve encerrar suas atividades até o final do primeiro semestre teste ano. A intenção é focar os investimentos em ativos que tenham menor risco e tragam mais retorno para a companhia. “Nosso planejamento estratégico concentra investimentos na produção de óleo e gás no Brasil, incluindo os investimentos para aumento da produção nos campos do Nordeste”, explicou Jorge Celestino, diretor de Refino e Gás Natural da estatal. Em 2017, a Fafen-BA apresentou resultado negativo de aproximadamente R$ 200 milhões. Com a medida, o abastecimento do mercado de ureia fertilizante passará a ser feito por importação. A Petrobras garantiu que fará investimentos no Porto de Aratu para viabilizar a importação de amônia e o atendimento ao polo petroquímico de Camaçari. Para gás carbônico, há alternativas de suprimento no próprio Polo Petroquímico de Camaçari que deverão ser discutidas com os clientes. A Fafen-BA produz amônia, ureia, gás carbônico e Agente Redutor Líquido Automotivo (Arla 32), com equipe de 275 empregados próprios – todos deverão ser realocados em outras unidades da estatal. A Petrobras também encerrou as atividades da Fafen-SE. A produção industrial nas empresas será interrompida, mas serão adotadas medidas de conservação para evitar a deterioração dos equipamentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *