Projeto com mulheres de Cachoeira será apresentado no Rio de Janeiro

O Colégio Estadual de Cachoeira, irá representar o Estado da Bahia no 1º Seminário Elas nas Exatas, nessa segunda-feira (19), no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro. É que o projeto #NativasDigitais#ElasNasExatas foi um dos dez projetos selecionados pelo edital do Fundo Social Elas, do Instituto Unibanco e da Fundação Carlos Chagas, realizadores do evento que reunirá especialistas, estudantes e gestores em Educação de todo o país.

Participarão do seminário o diretor da unidade escolar, Fábio Macedo, e Thaís Sampaio, 17 anos, uma das 23 alunas integrantes do projeto, realizado em 2017. Na pauta do encontro, o diálogo sobre a importância da promoção da equidade e do enfrentamento das desigualdades e das discriminações de gênero como elementos fundamentais a serem considerados nas políticas públicas educacionais. “O nosso projeto buscou empoderáe as meninas com informações sobre equidade de gênero e raça. Acredito que essa iniciativa auxiliará no processo de empoderamento de outras jovens e fortalecerá, ainda mais, o modelo de sucesso do processo de ensino e aprendizagem”, considera o gestor escolar.

Graças ao projeto #NativasDigitais#ElasNasExatas – do qual participou no ano em que concluía o Ensino Médio no Colégio Estadual de Cachoeira –, Thaís conta que descobriu o universo das linguagens de computação. A oportunidade acabou definindo a sua futura vida profissional, pois hoje ela cursa Ciência da Computação, no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA), do município de Santo Amaro, no Recôncavo Baiano. “Estou ansiosa com a viagem, porque é a primeira vez que irei ao Rio e, também, pelo fato de que estarei representando a Bahia, o Colégio Estadual de Cachoeira e um projeto importante. Através desse trabalho, adquiri uma base fundamental para que compreendesse que as mulheres podem atuar com competência em qualquer área do conhecimento, incluindo as Exatas, que ainda não é bem aceito socialmente”, relata a estudante.

Elas nas Exatas

Idealizado pelas mulheres integrantes do grupo de pesquisa do empreendimento Capacidade Evolutiva e da Fundação Casa Paulo Dias Adorno, o projeto #NativasDigitais #ElasNasExatas formou 23 jovens no conhecimento dos princípios das Ciências Exatas e Tecnológicas. O objetivo do curso, que teve 312 horas, visou formar jovens mulheres para que se tornem multiplicadoras do conhecimento dos princípios das Ciências Exatas e Tecnológicas, abordando o gênero com transversalidade de raça. Nas oficinas, foram difundidos conceitos chaves da Matemática, do algoritmo, da programação e da sintaxe das linguagens mais populares para potencializar o raciocínio lógico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *