Cachoeira: João Mascarenhas tranquiliza oposição e mostra que prefeito está enfraquecido

No último dia 15 de março o prefeito de Cachoeira, Tato Pereira (PSDB), esteve reunido com o deputado estadual Alan Castro (agora PSD) para visitar o empresário Teobaldo Costa, dono do supermercado Atacadão Atacarejo. Na sua postagem Tato alega que a vista teve como objetivo oferecer incentivos e terras do município para a instalação do Atacadão na cidade. A briga entre a família Pereira pelo poder se estende também na disputa no ramo empresarial. O irmão de Tato e pai do ex-prefeito Carlos, Edson Pereira, vai construir um Atacadão em Santo Amaro nos próximos meses e Tato certamente quer atingir o negócio do irmão na cidade. Outro fato que chamou atenção da oposição na cidade foi o com a visita de Tato ao senador Otto Alencar (PSD), partido rival do prefeito na última disputa eleitoral junto com o deputado Alan que recentemente pulou do PROS para o PSD. O vice-presidente da sigla em Cachoeira, João Mascarenhas, diz ter ficado surpreso com tal ocorrido. “Fui filiado por 16 anos no PDT e o então gestor em uma costura estadual conseguiu pegar o partido. Por não caminhar com seus ideais migrei automaticamente para o PSD. O senador Otto é um homem de palavra, duvido muito que ele faça o mesmo jogo que Marcos Medrado fez no passado. O meu nome para 2020 vai por um fim na hegemonia de poder dessa família em Cachoeira. Eles estão preocupados com o crescimento do nosso grupo e estão querendo me neutralizar para continuar no poder. Não vão conseguir, se depender de mim vão sair em 2020”, desabafou João. Mesmo que o prefeito viesse a tomar o PSD de Ubaldo Cedraz e João Mascarenhas a rasteira teria como consequência o rompimento de Tato com o deputado João Gualberto (PSDB).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *