Cachoeira: Tato Pereira é condenado pela Justiça Federal e deve ser enquadrado como ficha suja

O prefeito de Cachoeira, Tato Pereira (PSDB), foi condenado pela Justiça Federal do Estado da Bahia, em ação proposta pelo Ministério Público Federal-MPF, por improbidade administrativa e deverá pagar uma multa de R$35.000,00 mil. A condenação de Tato foi publicada no dia 01 de fevereiro de 2018 na Justiça Eleitoral e motivada por uma ação civil pública proposta pelo MPF. Na ação o MPF aponta irregularidades em licitações realizadas em 2009, para contratação de construção e reforma de unidades escolares com aplicação de recursos do Fundeb. Além pagar multa, os honorários da ação e responder processo de improbidade Tato Pereira deve ser enquadrado na lei da ficha suja, não poderá ser mais candidato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *