Grêmio e Real Madrid duelam pelo título do Mundial de Clubes

Não será uma missão fácil. Entre todos os rivais, o Real Madrid é um daqueles dois ou três  times que nenhuma equipe do mundo quer enfrentar. Agora, o Grêmio de Renato Gaúcho tem esse desafio pela frente, neste sábado, às 14h (da Bahia), no estádio Zayed, em Abu Dabi, nos Emirados Árabes, pela final do Mundial de Clubes.

O Tricolor, para sair com o título de maneira direta nos 90 minutos, terá que fazer aquilo que nenhum time brasileiro jamais fez numa partida oficial: bater os Blancos.

Mas, na verdade, a amostragem é pequena. Foram apenas dois jogos oficiais entre clubes brasileiros e o Real. No total, uma vitória e um empate nessas duas partidas. Bateu o Vasco por 2 a 1, em 1998,  pela Copa Intercontinental, e empatou com o Corinthians por 2 a 2, em 2000, no Mundial de Clubes da Fifa.

Se depender do técnico Renato Gaúcho, o Grêmio vai dificultar ao máximo a vida do Real, que é o atual campeão da competição. “O Real é o favorito por tudo o que representa no futebol mundial. Todo mundo conhece o Real. Mas o Grêmio não veio aqui para passear. E o torcedor gremista pode ficar tranquilo, porque o meu time vai suar. O Real é o favorito, mas ele vai ter de provar isso dentro de campo”, falou o treinador.

Caso vença o jogo,  Renato Gaúcho entra numa seleta lista, da qual Zinedine Zidane, técnico do Real, já faz parte: campeão do Mundial como jogador e treinador. Lista que conta com Luis Cubilla, Juan Mujica e Carlo Ancelotti.

Zidane também tem retrospecto favorável contra o Brasil. Enfrentou quatro vezes a Seleção Brasileira, e venceu duas partidas (ambas em Copas do Mundo, em  1998 e 2006) e empatou os outros dois amistosos disputados.

Perguntado sobre quem  seria melhor entre ele e ‘Zizou’, Renato enalteceu o rival, mas ponderou  que eram posições diferente. O treinador, porém, manteve a opinião de que era melhor que  Cristiano Ronaldo, detentor do recorde de gols do Mundial de Clubes, com seis tentos no total.

Real x Brasileiros

Apesar do histórico vencedor contra brasileiros, o Real já foi batido por times do Brasil em amistosos. Se alguém dissesse que, há 48 anos, a Portuguesa do Rio de Janeiro, em pleno Santiago Bernabéu, venceu o todo-poderoso Real Madrid, provavelmente a afirmação seria recebida de maneira jocosa. Mas isso aconteceu. O modesto time carioca, que atualmente joga a Primeira Divisão do estadual, bateu o Madrid por 2 a 1, em uma excursão na década de 1960.

Ao longo dos anos, foram 38 confrontos entre brasileiros e o Real – o histórico aponta vantagem para os espanhóis, que venceram 15, empataram 10 e perderam 13.

A lista ainda conta com o empate do Cruzeiro-RS contra o Madrid, por 0 a 0, em 1953. Os outros adversários do Real foram: Vasco, Sport, Vitória, Santos, Botafogo, Grêmio, São Paulo, Corinthians, Palmeiras, Flamengo, Fluminense, Vitória, e a Portuguesa-SP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *