Gustavo Ferraz sai da prisão e vai usar tornozeleira eletrônica

Diferentemente do que ocorreu com o ex-ministro da Secretaria de Governo Geddel Vieira Lima (PMDB), o ex-diretor geral da Defesa Civil de Salvador, Gustavo Ferraz, terá acesso imediato a uma tornozeleira eletrônica por parte da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap).

Aliado político de Ferraz, Geddel ficou aproximadamente dois meses sem utilizar o rastreador eletrônico, apesar da determinação do desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), em julho. À época, a Seap declarou ao portal que não tinha o aparelho disponível no estoque.

O ex-gestor da Codesal foi liberado da Penitenciária da Papuda (DF) nesta quinta (19), após decisão do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF). O magistrado determinou que ele cumprisse prisão domiciliar desde que fosse monitorado pelo dispositivo.

Gustavo Ferraz foi detido em setembro por ter tido as digitais encontradas em notas dos R$ 51 milhões apreendidos em uma espécie de imóvel atribuído a Geddel, no bairro da Graça, em Salvador, durante investigação da Polícia Federal (PF).

Mais tornozeleiras – Para evitar que episódios como o de Geddel se repitam, Nestor Duarte afirmou à reportagem que a Seap lançará um processo de licitação, na próxima semana, entre os dias 24 e 25, para compra de três mil tornozeleiras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *