Promotor da Adsumus deve deixar operação para compor a Lava Jato

O Integrante que se destacou na Operação Adsumus de Santo Amaro, o promotor de Justiça baiano João Paulo Santos Schoucair foi convidado pela nova procuradora-geral da República (PGR), Raquel Dodge, para compor a força-tarefa da Lava Jato que cuida dos casos de autoridades com foro privilegiado perante o Supremo. Mesmo sabendo que seria um avanço na carreira profissional do promotor o convite preocupa diversos santoamarenses por colocar a conclusão da operação que mudou a história de Santo Amaro e ganhou holofotes em todo o país. O pedido consta em ofício encaminhado por Dodge à chefe do Ministério Público (MP) do Estado da Bahia, Ediene Louzado, no último dia 5. Competente, discreto e avesso a holofotes, Schoucair é conhecido entre os pares pela capacidade investigativa e pela experiência nos variados ramos de atuação do MP, das áreas de moralidade administrativa à de fazenda pública. Especialista em Ciências Criminais pela Faculdade de Direito da Ufba, o promotor também faz parte do movimento MP Democrático, que prega maior proximidade com as demandas sociais.
O convite a João Paulo Schoucair ocorre em meio às trocas de membros do núcleo-duro da Lava Jato na PGR, efeito do racha entre os grupos de Raquel Dodge e seu antecessor no comando do órgão, Rodigo Janot.

Correio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *