Pauta Livre – Por Rogaciano Medeiros

ARREPENDIDO
O procurador federal Carlos Fernando dos Santos Lima, aquele mesmo que sempre esculhambou Lula e Dilma, inclusive com ofensas pessoais na internet, e recentemente reconheceu que oimpeachment foi um golpe, agora descobriu, de uma hora para outra, que Temer é indigno para o cargo. Mas, não se pode esquecer que ele, Dallagnol, Moro, Cunha, Geddel, ACM Neto e outros golpistas o ajudaram a chegar à presidência. Conversa fiada.

PÂNICO
Os setores do golpismo encastelados no poder central estremecem toda vez que Geddel Vieira Lima (PMDB), preso com R$ 51 milhões guardados em um apartamento em Salvador, faz declaração à imprensa. Agora, o antigo aliado disse não saber mais o que fazer para sair da cadeia. Um recado direto, com certo tom de ameaça. O peemedebista, parceiro de ACM Neto (DEM), tem feito de tudo para acelerar o fechamento do acordo de delação premiada. Sabe de muitos podres. Pânico no Planalto.

LIBERDADE
Com a mídia comercial toda sob rígido controle do golpismo neoliberal, inclusive atuando como instrumento fundamental na tentativa de legitimação do golpe, acaba de ser criada a TV Lula. A intenção é usar as redes sociais para se contrapor à campanha de perseguição judicial-midiática contra o ex-presidente. Os filmes chegam a atingir 200 mil visualizações. Virou o maior sucesso.

AUTORITARISMO
O alto índice de criminalidade e a grande insegurança predominantes no país, ajudam a fazer com que a sociedade seja iludida por discursos demagogos, centrados no abuso de poder e na força, feitos pelos setores ultraconservadores. É o que demonstra a pesquisa Medo da Violência e Apoio ao Autoritarismo no Brasil, feita pelo Núcleo de Estudos da Violência da USP (Universidade de São Paulo). Cenário que explica tipos como Jair Bolsonaro (PSC) e João Dória (PSDB).

DITATORIAL
O golpe jurídico-parlamentar-midiático do ano passado ameaça acabar com o único território livre que resta para manifestações e protestos dos que não são amigos e muito menos apadrinhados do rei e do grande capital. Está nas mãos do presidente Temer, para sanção, projeto que obriga a retirada das redes sociais, em 24 horas, sem decisão judicial, de conteúdos considerados impróprios e ofensivos, o que é muito vago e perigoso. Está virando ditadura.

Rogaciano é jornalista e editor da Coluna Pauta-Livre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *