Tentativa de prisão de Aécio é cilada para engaiolar Lula

Deputado federal por quatro mandatos, ex-presidente da ANP (Agência Nacional de Petróleo) justamente na época da descoberta do pré-sal, prisioneiro político na ditadura civil militar (1964-1985), o engenheiro Haroldo Lima diz que a tentativa de prender o senador Aécio Neves (PSDB-MG) agora não passa de uma armação da extrema direita para depois justificar a prisão de Lula, mesmo sem nenhuma prova que o incrimine.
Hoje atuando como consultor na área de petróleo, Haroldo Lima participou de evento político em Salvador. Ele lembrou que a Constituição só permite a prisão de parlamentar em caso de flagrante delito, em crime inafiançável. E para reforçar o que fala, chama a atenção para o fato de justamente a direita que sustenta o golpismo queira agora prender um dos principais protagonistas do golpe do ano passado, ao arrepio da lei. Soa estranho.
Para Haroldo Lima, defender o mandato de Aécio não significa ficar ao lado do senador tucano, mas sim salvaguardar a democracia e o Estado de direito. Ele é de opinião que importantes e decisivas instituições da República foram capturadas pelas elites ultraconservadoras.
Também é de opinião que o Ministério Público saiu do controle e afirma ser grande a possibilidade de o PCdoB lançar candidato próprio à presidência da República na eleição do próximo ano, principalmente se Lula for realmente cassado no “tapetão”. Entre os presidenciáveis comunistas, cita o ex-ministro Orlando Silva e a deputada Jandira Feghali.
Membro do Comitê Central do PCdoB, ele assegura que, muito mais do que nas vezes anteriores, o partido será muito mais rigoroso em termos de compromissos programáticos para fechar um acordo de apoio à Lula no primeiro turno da eleição do próximo ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *