Cachoeira: Quilombolas acusam Tato Pereira por abandono na saúde e realizam protesto

Um ato está marcado para acontecer às 15 dessa terça- feira(19) e deverá ser encerrado com um abraço dos moradores ao prédio da Sala de Estabilização Inocêncio de Jesus, do distrito quilombola de Santiago do Iguape (Cachoeira). A manifestação foi convocada pelos organizadores por meio das redes sociais.

Segundo os organizadores do protesto, o ato visa denunciar o descaso do prefeito Tato Pereira (PSDB) por ter suspenso, desde o mês de janeiro, quando assumiu o seu terceiro mandato, o único serviço médico de pronto atendimento diário 24h, para a população das comunidades quilombolas da região do Vale e da Bacia do Iguape. Argumentam que ficam sem assistência em casos de urgência e emergência médica, já que o prefeito, suspendeu o atendimento diário da Sala de Estabilização. Com a medida, para receberem atendimento de urgência e emergência, precisam se deslocar para sede de Cachoeira, no hospital da Santa Casa.

O vereador Pedro Gomes (PSL), que rompeu com Tato na semana passada foi um dos que denunciaram o descaso do prefeito com a comunidade. Na sua carta publicada nas redes sociais o vereador também denunciou as condições das estradas vicinais, precariedade da iluminação pública e deficiência dos serviços de saúde.

Um comentário em “Cachoeira: Quilombolas acusam Tato Pereira por abandono na saúde e realizam protesto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *