Cachoeira: Polícia Civil abre inquérito para investigar suposto desvio de verbas

A Polícia Civil deflagrou nesta semana uma investigação que visa apurar um esquema de desvio de verbas da Prefeitura Municipal de Cachoeira, no Recôncavo baiano. De acordo com o delegado Eduardo Coutinho testemunhas e outras pessoas envolvidas serão  ouvidas pela Polícia.  O Delegado ressaltou que a polícia teve acesso a denúncia através dos veículos de impressa. O secretário de Saúde Mamed Dayube é investigado.

O Esquema

De acordo com a denúncia que publicamos no Recôncavo Online essa semana, o provedor da Santa Casa de Misericórdia de Saúde, do Hospital era obrigado a repassar em mãos na residência do secretário, 10 mil reais, valores de um convênio firmado entre o município e a instituição filantrópica de Saúde, num montante de 30 mil reais, mas somente 20 mil reais permanecia nos caixas da Santa Casa.

Segundo o delegado trata-se de um crime contra a administração e serviços públicos. Segundo Dr. Eduardo, o provedor já prestou depoimento à polícia e relatou todos os fatos já de conhecimento público através da Imprensa e Câmara de vereadores que abriu uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar o suposto esquema realizado pela a atual gestão. Os acusados também serão ouvidos pela Polícia Civil durante o inquérito policial  que apura o caso. Todo processo é conduzido pelo delegado titular, Dr. Eduardo Coutinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *