Temer leva melhor e consegue votos suficientes para barrar denúncia

O presidente Michel Temer conseguiu os votos suficientes nesta quarta-feira (2) para barrar o encaminhamento para o Supremo Tribunal Federal (STF) da denúncia por corrupção passiva contra ele, apresentada pela Procuradoria Geral da República. A votação segue, mas matematicamente já se concluiu favoravelmente ao presidente.

Até 20h15, 158 deputados votaram a favor do relatório da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que recomenda a rejeição da denúncia da PGR. Outros 127 já haviam votado contra o relatório, a favor do seguimento da denúncia. Houve uma abstinência e 12 deputados não compareceram. A votação segue.

Com a rejeição pela Câmara, a acusação de corrupção contra Temer só poderá ser analisada pela Justiça comum quando Temer deixar o cargo. Como presidente, ele só poderia ser julgado agora pelo Supremo Tribunal Federal (STF), com autorização dos deputados.Para que a Câmara autorizasse o prosseguimento da denúncia para o STF, eram necessários ao menos 342 votos, número que a oposição não conseguiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *