Edital da Ponte Salvador-Itaparica deve sair em outubro

João Leão se reúne nessa segunda-feira (10) com um grupo de secretários de governo, entre os quais Jaques Wagner, para informar que em 10 dias estará assinando a delegação da BR 420 para as mãos do Estado. Na prática: o projeto da ponte Salvador-Itaparica já poderá ser tocado. Já está tudo definido com ministérios e agência reguladora.

Explica-se: a ponte será parte integrante da BR 420. Mas o Estado só pode construir e conceder em BRs quando o governo federal lhe delega esse poder. Batido esse martelo, o governo planeja lançar chamada pública em outubro para grupos interessados que tenham condições econômicas de tocar e explorar o mega-projeto. A disputa vai ocorrer na Ibovespa.

Conversas – O plano é de que nos primeiros meses de 2018 se comece a tocar a obra. Já está praticamente certo que a Caixa Econômica seja o banco oficial para a ponte por 30 anos – mesmo prazo da concessão.

Os chineses já se sabe que estão interessados, mas conta Leão que tem grupo espanhol na área conversando. Pode ter alguém no Brasil? Leão dá a dica:

– Até a CCR, por exemplo, que já toca o metrô, pode se associar a grupos privados e disputar.

Traçado – Leão está empenhado na ideia. Primeiro atuou forte no projeto de remanejamento do traçado da BR 420 para que a futura ponte fosse parte da rodovia federal. Explicação óbvia: a União concede recursos para financiar rodovias federais.

Com a alteração do traçado da BR 420, se federalizou o Sistema Viário Oeste. Se construirá um bom trecho de estrada duplicada na Ilha, desembocando na ponte que, por sua vez, será um trecho da BR 420, até Salvador. A Via Expressa já é BR 420.

Atarde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *