Festa da Boa Morte corre risco de ser cancelada por falta de apoio da Bahiatursa

A festa da Irmandade da Boa Morte, internacionalmente conhecida que acontece em Cachoeira, pode ser cancelada este ano por causa de um “calote” da Bahiatursa, segundo o colunista do Correio da Bahia.

De acordo com a publicação, o órgão estadual não pagou, até o momento, os R$ 70 mil destinados à edição de 2016 e não respondeu à organização se vai patrocinar a festa deste ano.

O recurso é para arcar com os custos de contratação de banda, orquestra, filarmônica, transporte, alimentação e pintura do casarão.

Ao jornal, o diretor-superintendente da Bahiatursa, Diogo Medrado, disse que a dívida foi passada para a Secretaria da Fazenda (Sefaz) que, segundo ele, fará a quitação. A Sefaz negou e disse que o órgão de turismo tem autonomia para efetuar o pagamento.

No entanto, a Bahiatursa gastou milhões para realizar o São João em vários municípios do estado pagando inclusive cachês altíssimos para artistas e bandas de sertanejo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *