Rodoviários de Salvador cancelam greve após acordo com patrões

Após assembléia realizada na tarde de hoje (22), os rodoviários decidiram aceitar as propostas dos empresários do segmento e cancelar a greve da categoria prevista para começar na madrugada de amanhã. Os trabalhadores aceitaram o reajuste de 5% oferecido pelo sindicato patronal.

A proposta havia sido colocada à mesa em reunião com os patrões pela Superintendência Regional do Trabalho e Ministério Público do Trabalho (MPT), que mediaram o acordo. Além do reajuste de 5% no salário a partir de 01 de maio, o acordo também garantiu a redução da contrapartida do complemento do plano de saúde para R$ 30, readmissão de sete empregados que demitidos das empresas vinculadas ao sistema de transporte urbano, compensação do dia 28 de abril de 2017 pelos empregados sem o desconto e a manutenção das demais cláusulas e benefícios da Convenção Coletiva de Trabalho 2016/ 2017.

A categoria estava em estado de greve há 11 dias.

Encontro com o prefeito
Em nota, o prefeito ACM Neto agradeceu ao empenho do rodoviários e empresários nas negociações pelo reajuste salarial da categoria. Mais cedo, ele havia se reunido com o Sindicato dos Rodoviários no Palácio Thomé de Souza, quando ouviu um apelo dos trabalhadores para que agisse como intermediador do processo.

“O bom senso prevaleceu. Os rodoviários entenderam que o país enfrenta dificuldades econômicas e os empresários, por sua vez, também cederam diante do apelo por melhorias aos trabalhadores. Quem ganhou com isso foi a cidade, pois evitamos uma greve que iria trazer ainda mais prejuízos aos soteropolitanos num momento em que Salvador não pode parar. Ficamos felizes em ter, mais uma vez, intermediado o acordo”, afirmou o prefeito.

ACM Neto deu garantias aos rodoviários de que não haveria demissão de cobradores. Ele assegurou ainda a manutenção da gratificação para os próximos carnavais, uma novidade que começou na primeira administração do atual prefeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *