Em nova fase da crise política, Neto pode ir a Brasília para reunião com DEM

Após a divulgação de parte da delação do empresário Joesley Batista, dono da JBS, o prefeito ACM Neto (DEM) disse, na manhã desta quinta-feira (18), que analisa com outros dirigentes do Democratas a possibilidade de ir a Brasília para uma reunião do partido. A decisão, segundo ele, deve ser tomada ainda nesta quinta. “Minha agenda está concentrada em Salvador. Se eu for a Brasília, vai ser para fazer uma reunião com o meu partido. Estamos avaliando internamente para as próximas horas se vai ser necessária ou não uma reunião com os dirigentes do Democratas. É a única perspectiva que existe”, declarou, ao ser questionado se cogitava se encontrar com o presidente Michel Temer (PMDB).

Ainda em coletiva de imprensa no lançamento da Cartilha da Transparência, na Escola Municipal Hildete Lomanto, no Garcia, Neto defendeu a divulgação integral do conteúdo das delações. “O ideal, e não quero aqui dar qualquer tipo de sugestão ao Supremo, porque não me cabe, sempre defendo a transparência. Para mim, quanto mais transparente forem as coisas, melhor. Quanto antes se possa ter conhecimento pleno do que existe à disposição, melhor para o país”, prosseguiu.

O democrata também foi questionado sobre a possibilidade de o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), assumir a Presidência caso Temer deixe o poder. “Não quero falar sobre isso porque pode gerar qualquer tipo de interpretação. Acho que em se tratando do mais alto cargo do país, qualquer explicação sobre isso seria temerário”, acrescentou. Neto comentou ainda o fato de o Senador Ronaldo Caiado (DEM) ter se colocado como candidato à Presidência. “O senador Caiado tem o direito de se manifestar. Não posso colocar nenhum tipo de censura”.

 

 

 

Bocão News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *