Jorge Sampaio é demitido do Vitória

Na manhã dessa segunda-feira (15), uma reformulação no departamento de futebol começou a ser realizada. Com a chegada de Petkovic como gerente de futebol, acumulando a função de técnico, um velho conhecido da torcida foi demitido: Jorginho Sampaio.

O ex-presidente do Vitória participou da campanha da nova gestão e, ao assumirem, ficou com a função de assessor do diretor de futebol Sinval Vieira. Porém grande parte da torcida não via com bons olhos e se queixavam cobrando a prometida profissionalização do setor.

Em entrevista exclusiva para o Arena Rubro-Negra, Jorginho Sampaio conversou sobre como se deu a sua demissão do clube:

“Acabei sendo demitido de uma forma deprimente. Fui chamado pelo chefe do departamento pessoal e colocaram na minha frente um documento de demissão. Eu esperava primeiro uma conversa com meu chefe direto, Sinval, que está retornando de viagem hoje, que poderia até me demitir amanhã, não mudaria nada. A pessoa que me convidou pra estar lá, que eu sei que estava me mantendo lá era ele, conversaria primeiro comigo e depois eu esperava também, que ele combinou comigo isso, uma conversa com o presidente. Pela pessoa que eu fui na luta pela chapa, pela reconquista do vitória. Eu dei minha parcela. Eu esperava primeiro uma conversa com Sinval e depois a conversa com o presidente. Mas preferiram fazer dessa forma, talvez tentando me humilhar. Conseguiram, me humilharam, me chatearam. Assinei o documento, tô fora do Vitória e continuarei apenas torcendo.”

Parte do novo conselho também se queixava internamente e com as eliminações da Copa do Brasil e da Copa do Nordeste, essa pressão aumentou. Nem a conquista do Campeonato Baiano atenuou a situação. Com isso, visando a profissionalização do departamento e uma reformulação, Jorginho Sampaio foi demitido das funções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *