Festival de Jazz confirma potencialidade de eventos no recôncavo

A escolha da música de qualidade com a junção do local exato para realizar um evento é desejo de todos os produtores culturais do Brasil. E com o Recôncavo Jazz Festival não foi diferente. A mistura do Jazz com o casario cachoeirano deu mais que certo, prova disso, foi o sucesso da primeira noite do evento. A banda Bago de Jazz abriu o evento e trouxe como convidado o trombonista Matias Traut que apresentaram  canções autorais. Dando continuidade à programação, o feirense Tito Pereira subiu ao palco levando a irreverência da mistura de gêneros musicais como baião, tipicamente brasileiro, com a salsa e o jazz. E pra encerrar a noite, a banda Africania apresentou a mistura rítmica percussiva do afro-jazz e uma performance representada pelo culto aos orixás. Nessa sexta-feira o festival recebe a Orquestra de Reggae e a cantora nova-iorquina,Alma Thomas.

No último dia do evento, sábado, às 15h, Geysa Castro facilitará o Workshop Internacionalização de Bens e Serviços no Segmento Musical com Foco no Mercado dos Estados Unidos, no Cine Theatro Cachoeirano. À noite, o palco recebe o baterista francês Laurent Rivemales, o Coletivo Novos Cachoeiranos e  multi-instrumentista Thiago Trajano. A banda instrumental IFÁ, um dos destaques da cena atual,  encerra o festival.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *