Muritiba: Secretaria de Educação faz balanço dos primeiros 100 dias

A secretária municipal de Educação da cidade de Muritiba, Luciana Dourado Serra, apresentou aos vereadores do município, em sessão ordinária realizada na noite desta terça-feira (04), o balanço parcial dos 100 primeiros da atual gestão da cidade do Recôncavo baiano.
Na oportunidade, a titular da pasta apresentou aos parlamentares locais um relatório minucioso da situação precária deixada pela administração anterior. “Encontramos uma secretaria sucateada, com estrutura precária. Também tivemos muita dificuldade de acessar dados importantes durante a transição de governo, impossibilitando a transparência do processo. Inclusive, os computadores deixados se encontravam formatados, sem nenhuma informação ou dados”, destacou a gestora, afirmando ainda que a merenda escolar estava instalada fora das normas legais vigentes e com suprimentos que não abasteceriam nem uma semana de aulas. Além disso, de acordo com a atual secretária, as unidades escolares também estavam em total abandono, sem respeito aos mínimos critérios pedagógicos para funcionamento.
Apesar das dificuldades, Luciana Dourado Serra pontuou os avanços que da atual administração para dar seguimento ao ano letivo sem maiores prejuízos aos alunos da rede. “Conseguimos conduzir as atividades do ano letivo, garantindo os ajustes e adequações básicas para cumpri-lo. Realocamos os estudantes para as duas escolas fechadas na antiga gestão, trazendo de volta ao prédio escolar Alcides de Almeida, com as turmas até o 6º ano. Também estamos fazendo uso dos transportes de alunos de forma plena”, comemorou.
Em 2011, o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) apontou que o produto da base de aprendizado dos alunos e a taxa de aprovação na cidade de Muritiba era de 4,6, que na época correspondia a um crescimento de 20% na melhoria da educação local. Ao final do mandato, a antiga administração municipal que tinha uma meta de pelo menos manter esse indicador, apresentou redução do índice para 4,3.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *